terça-feira, 5 de junho de 2012

O que significam aqueles "estalos" no meu pescoço quando viro a cabeça?


Quem nunca ouviu um Tlááác no pescoço? Ou na coluna? Ou no tornozelo?

Pois é. Aquele estalido que eventualmente ocorre e que preocupa muita gente na verdade é um processo fisiológico da articulação ocasionado pela formação de CO2 (gás carbônico) dentro da articulação.
Ao contrário do que muitos pensam, não ocorre uma "batida de dois ossos". Ocorre o contrário. O afastamento das faces articulares promove aumento do espaço da articulação, e faz o líquido, que em parte é H2CO3 (ácido carbônico), se dissociar em H20 (água) e gás (CO2), o que ocasiona o ruído (Tláác).
Este estalo é utilizado na Osteopatia (manipulação) para melhorar e aumentar a mobilidade articular de forma terapêutica, controlada e SEGURA.

Simples! Não é problema. Não deve causar problemas. 

MAS QUANDO ESTE ESTALIDO PODE SER PROBLEMA?
Em duas ocasiões:
1 - quando não acontece na articulação, e sim nos tendões, e são resultado de um sobressalto destes sobre uma proeminência óssea, o que podem causar desgaste e inflamação do tendão (tendinite)
2 - se estalamos demais uma articulação, todos os dias, como o pescoço, a coluna lombar, os joelhos ou tornozelos, com o tempo ocorre um aumento da mobilidade, que acelera desgaste causando artrose precoce.

Sendo assim, Não se estale DE JEITO NENHUM! Deixe este trabalho para os OSTEOPATAS!
Havendo dor, procure um! Mas se acontecer de um estalo ocorrer e não doer, fique tranquilo. Relaxe, e continue sua atividade.

Por Dr Mauro Gemelli, C. O.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário